14/12/14

Oi, Claro e Tim começam a cortar internet de usuários que excedem franquia.




Às 23h59 desta segunda-feira (8), a Oi começou a cortar a internet móvel de seus clientes que ultrapassaram a franquia de dados de seus planos. A mudança inclui os planos pré-pago e controle da operadora e obriga quem estourar a franquia a contratar um pacote de dados adicional caso seja continuar navegando normalmente.
A Oi, juntamente com a Vivo, tem sido uma das pioneiras na mudança dos planos de internet móvel no país. A operadora já havia sinalizado no fim do mês de novembro que faria um processo semelhante ao da Vivo, que começou a por fim a "velocidade reduzida" nos estados de Minas Gerais e Rio Grande do Sul.
A Vivo, aliás, começará a aplicar a mudança em outros estados (Acre, Amapá, Amazonas, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins) a partir do dia 30 de dezembro. Usuários dos planos pré-pago e controle nos demais estados receberão a mudança nos próximos meses.

Clientes da Oi que atingirem 80% da franquia de dados receberão, na prática, uma SMS de aviso e, quando alcançarem 100% do pacote, terão seu tráfego de dados cortado. Uma nova SMS será enviada e oferecerá a contratação de 50 MB adicionais pelo preço de R$ 2,99.
Em nota, a operadora afirmou que essa é uma tendência mundial e visa melhorar a experiência dos consumidores. "A Oi considera o fim da velocidade reduzida, aliada ao novo modelo de cobrança por pacotes adicionais, uma tendência mundial por garantir uma melhor experiência de navegação aos usuários de internet móvel".

Outras operadoras também estão se preparando para fazer alterações nos planos de seus usuários. Claro e TIM já anunciaram que também adotarão a nova medida de suspensão da internet móvel ao fim da franquia.
A Claro começará a bloquear a internet dos seus clientes a partir do dia 28 deste mês, válidos para os planos pré-pago e controle e, assim como nas concorrentes, os usuários da operadora poderão continuar navegando pela internet ao recontratar pacotes de dados adicionais. Quem é cliente da operadora diz já estar recebendo notificações sobre as mudanças desde o fim do mês de novembro.

A TIM, por sua vez, irá adotar a mudança apenas para os clientes que aderirem ao plano Controle WhatsApp. Em comunicado, a operadora afirmou que não prevê qualquer ajuste neste sentido em seus planos atuais. “Os clientes necessitam de franquias cada vez maiores e de uma experiência de internet de alta qualidade e, nesse contexto, o modelo de redução de velocidade após o consumo dos pacotes pode criar uma percepção negativa do serviço”, declarou a operadora.
De acordo com a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), as regras adotadas pelo setor permitem que as empresas façam alterações em seus planos utilizando diferentes modalidades de franquias e de cobranças, desde que notifiquem os usuários com antecedência.