01/05/14

Philips lança primeira TV Android 4K do mundo


Durante a IFA Global Press Conference, que aconteceu na semana passada em Belek, Turquia, a Philips demonstrou aquele que talvez venha a ser o destaque de seu stand na feira alemã: a primeira TV 4K baseada em Android. A fabricante promoveu algumas integrações e adaptações para que a Smart TV pudesse dialogar melhor com os outros gadgets baseados no sistema operacional do Google e, assim, se transformar no hub de entretenimento da família.


A TV exposta, de 55 polegadas, traz as principais características do Android, como o acesso direto à Google Play Store para fazer o download e rodar aplicativos. O aparelho já vem, de fábrica, com alguns apps otimizados para a tela grande. Ao acessar a Google Play Store direto da TV, o usuário é direcionado para uma página que filtra os apps que funcionam na telona. Por exemplo, aqueles que demandam informações de localização ou exigem o movimento de pinça dos dedos não são disponibilizados, já que a TV não tem GPS e nem tela touch. Além disso, apps que possam rodar localmente são privilegiados na busca. Assim, o usuário não depende da web para tirar proveito das facilidades oferecidas pelos aplicativos. A intenção da Philips é que, quando a TV for ofertada ao público, já existam mais apps desenhados para a tela grande, a exemplo do que acontece com apps específicos para tablets.

A fabricante também integrou as capacidades de busca por voz do Google, permitindo tanto a pesquisa local quanto na internet. Outra função interessante é a de controle por gesto - algo parecido com o Kinect. Basta movimentar-se para aumentar ou diminuir o volume, mudar de canal e assim por diante. O controle remoto é "dupla face": de um lado temos os botões padrão de uma TV mas, do outro, temos um teclado QWERTY para melhor interação com o conteúdo (quem tem uma Smart TV sabe o quão chato é utilizar as funções "smart" sem um teclado apropriado...)

A Philips não deu muitos detalhes com relação às configurações. Disse apenas que a TV tem uma CPU quad-core com "mais de 1 GHz" e memória suficiente para um aparelho desse porte (o que, de fato, deixou-o bem esperto, sem travamentos ou engasgos). O Android é o 4.2.2 Jelly Bean e o produto deve ser lançado no mercado consumidor ainda este ano. 

Fonte: Canaltech